Raid de São Martinho 2016

img_6390

Se há actividade que caracteriza o 107 essa actividade é o Raid de São Martinho (RSM)! É uma tradição que marca o Grupo e à qual ninguém gosta de faltar. Para os novos elementos, é uma primeira experiência que marca o seu futuro escotista e para os velhos elementos do Grupo serve para relembrar histórias engraçadas e fazer com que, aqueles que entraram agora para o movimento, sintam o verdadeiro espírito escotista.

Para este ano, decidimos que o início do RSM seria em divisão. Por isso, o Clã e as Tribos começaram a actividade na sexta-feira (dia 11) cada um em seu sítio da Serra de Sintra. A Alcateia começou no sábado de manhã, na Peninha. Seguiram para Almoçageme, local escolhido para as divisões convergirem. Depois do almoço, por volta das 13h, seguimos todos para a Adraga. Montámos campo e preparámos toda a logística para a noite!

Por volta das 19h30, começou o jantar! Claro que não faltaram o caldo-verde (sempre bom para nos aquecer!), as castanhas assadas, o chouriço assado e o bolo do caco com manteiga d’alho (tarefa que ficou encarregue ao Clã Hekate – passaram no teste!). O serão ainda foi longo, com o Fogo de Conselho a encerrar a noite de chuva.

No domingo (dia 13), logo pela manhã, houve a ginástica matinal em Grupo (outra tradição do Raid de São Martinho) e de seguida foi a desmontagem e limpeza do campo. As cerimónias foram o momento seguinte. Da Alcateia, tivémos a Raposa a receber a especialidade de Animação; da Tribo de Escoteiros, o António recebeu a 1ª etapa e fez assim o seu Compromisso de Honra; e da Tribo de Exploradores tanto a Jiji como a Carolina Magalhães receberam a 1ª etapa renovando assim, perante o Grupo, os seus Compromissos de Honra. Parabéns a todos!

Para terminar o Raid de São Martinho, o Grupo seguiu para o Cabo da Roca pela Praia da Ursa – outra tradição que permanece nesta actividade! Para além da vista fantástica que nos rodeia, a entreajuda e a união são sempre visíveis. Em 2017, como sabem, lá estaremos!